Como as tecnologias ajudam no transporte de passageiros

A tecnologia faz parte da sociedade atual e se faz presente em cada momento do nosso dia-a-dia. Desde o momento em que acordamos e desligamos o despertador diretamente no nosso smartphone até o momento em que vamos nos deitar e assistimos um filme numa plataforma de entretenimento digital conectada à nossa Smart TV.

No setor de transporte, não é diferente e de diferentes formas, a tecnologia se faz presente nele também. E se você não está entendendo como isso acontece, continue lendo esse artigo e saiba como essas tecnologias trazem ainda mais rentabilidade para o seu negócio.


Ferramentas aliadas

Proporcionar conforto aos passageiros também tem a ver com procurar maneiras de seguir viagem sem ter que lidar com trânsito, acidentes ou trajetos mais longos que o necessário. Por isso, uma boa alternativa é se aliar a ferramentas disponíveis no mercado que ajudam a evitar esses empecilhos.

Aplicativos de GPS, como o Waze ou Google Maps, estão disponíveis nas lojas dos smartphones e nos mostram, em tempo real, as condições da nossa rota – e no caso de trânsito, engarrafamento ou acidente nas rodovias, podem nos sugerir rotas mais curtas e rápidas.


A importância da conectividade

Outro fator que deve ser observado para garantir o conforto do passageiro é a performance do veículo e do motorista.

A maior parte dos ônibus produzidos a partir de maio de 2016 possuem um módulo eletrônico responsável por conectar o ônibus a um sistema que compila os dados operacionais do veículo e nos apresenta detalhes como consumo de combustível, técnicas de frenagem, uso do motor, entre outros.

A partir daí, é possível analisar esses dados e elaborar relatórios que, por sua vez, ajudam no planejamento das viagens e na manutenção dos veículos, evitando gastos desnecessários e, claro, garantindo mais conforto e segurança para os passageiros.

como as tecnologias ajudam no transporte de passageiros


Segurança é palavra de ordem

O mais importante para viagens rodoviárias e principalmente quando o assunto é transporte de passageiros, é garantir a segurança. Tanto dos motoristas, quanto de quem está viajando à trabalho, para rever os amigos ou viver uma nova aventura. E a tecnologia mais uma vez se faz presente!

Ao longo do tempo e com muito estudo, diversas ferramentas foram desenvolvidas com o objetivo de garantir a segurança daqueles que viajam de ônibus.

Exemplo disso, são as tecnologias presentes nos sistemas de freio. Algumas funcionam como um antibloqueio que permite melhor aderência dos pneus ao solo e outras controlam a frenagem e corrigem a direção no caso de derrapagem.

E não para por aí! Além dessas, ainda temos muitas outras tecnologias presentes no mercado responsáveis por proporcionar uma condução mais eficiente e segura. Desde as que auxiliam partidas nas subidas até as que avisam os motoristas em caso de saída de faixa ou outra opção que funciona como um sistema anticapotamento.

Quer saber mais sobre como a tecnologia é usada nas operações de veículos? Continue acompanhando o Transporte Econômico!

Como escolher a cabine de caminhão correta

Como escolher a cabine de caminhão correta

A cabine do caminhão é onde o motorista passa a maior parte do tempo, por isso é tão importante que ela seja confortável e segura ao mesmo tempo em que possui uma melhor aerodinâmica e contribui na economia de combustível.

Para saber qual é o tipo de cabine mais indicado para o seu negócio é preciso avaliar alguns fatores como trajeto, duração da viagem, características da carga, entre outros. Continue a leitura para conhecer algumas dicas para que você escolha uma cabine que atenda todas as suas necessidades.

Lembre-se da aerodinâmica!

Independentemente da operação, ou seja, de qual o trajeto que você percorre com o seu caminhão, é sempre importante levar em consideração características e tecnologias que permitem economizar combustível. Certo?

Pensando nisso, é muito importante observar a aerodinâmica das cabines no momento da escolha. E nesse quesito, cada detalhe conta: desde os pequenos detalhes como as luzes e lacunas entre os painéis, até o design, para-brisa e defletores de ar.

Porém, é importante válido reforçar que muitas vezes o que funciona para uma operação fora de estrada, por exemplo, não funciona para quem roda o país em longas distâncias. Por isso, é tão importante optar por produtos que possam ser customizados conforme as características das suas viagens e do seu negócio.

Segurança é essencial

Outro fator a ser analisado independentemente das características da operação, é a segurança! Opte sempre por cabines que proporcionam maior visibilidade, afinal essa é uma das características que mais impactam no quesito segurança – diminuir os pontos cegos e aumentar a área de visão do motorista contribui para qualquer negócio.

Mas, além disso, você ainda pode garantir mais segurança ao seu negócio com opções específicas para cada operação. Por exemplo, em viagens longas é possível adicionar à cabine um airbag lateral de cortina e uma trava de segurança.

Entenda as necessidades do seu negócio

Além de priorizar a economia de combustível e segurança, é importante entender as necessidades e prioridades do seu negócio. Dessa forma, você consegue ter a cabine ideal, apenas com itens essenciais: nem mais e nem menos.

Para viagens longas, a preocupação é sempre com conforto, segurança e economia, por isso considere uma cabine com camas largas, espaços internos de armazenamento e opções de climatização, por exemplo. Combine tudo isso com tecnologias disponíveis no mercado que contribuem uma condução ainda mais segura e econômica.

Nos percursos regionais e urbanos, também é preciso pensar na acessibilidade. Então o ideal é escolher uma cabine que traga conforto, mas que também seja prática para viagens mais curtas. Como o fluxo de entrada e saída é mais frequente, vale a pena pensar em cabines estendidas e com teto alto, assim o espaço interno acaba sendo maior, facilitando o seu dia a dia.

Em percursos fora da estrada, robustez é essencial. Por isso, conte com opcionais que garantem mais resistência aos itens externos e internos da cabine. Além disso, o espaço interior também precisa ser bom o suficiente para que o fluxo de entrada e saída constante não cause desconfortos.

Escolher o modelo da cabine, para alguns motoristas, é como escolher uma segunda casa. Por isso, é necessário levar cada detalhe em conta, a fim de fazer a melhor escolha. Para saber mais dicas de como escolher a cabine ideal para você, baixe o nosso eBook!

você sabe o que é mito e o que é verdade sobre troca de óleo?

Você sabe o que é mito e o que é verdade sobre troca de óleo?

Como você deve saber, estar com a troca de óleo em dia é imprescindível para o bom desempenho do caminhão. Isso porque, além de lubrificar, ele limpa toda a parte interna do motor, garantindo o seu bom funcionamento. Mas, ainda existem algumas dúvidas a respeito desse cuidado com o caminhão e algumas vezes acabamos nos perguntando se aquela informação compartilhada pelo parceiro da estrada é verdade ou não.

Pensando nisso e para que você se mantenha cada vez mais informado, separamos as principais informações que circulam por aí, para te ajudar a identificar o que é mito e o que é verdade. Continue a leitura para saber mais e compartilhar essas dicas com seus companheiros de estrada.

1 – Existem diversos tipos de óleo no mercado

Verdade! Atualmente, existem diferentes tipos de óleo no mercado. Eles são divididos em óleo mineral, óleo sintético e semissintético e cada um possui uma formulação e função específica. Por isso, lembre-se de procurar orientações do fabricante na hora de realizar a troca. Assim, você garantirá o resultado esperado e melhorará a performance do seu veículo!

2 – Não se pode misturar óleo de duas marcas diferentes

Mito! Mas esse precisa de uma atenção maior. De fato, não é errado completar o nível de óleo com outro de uma marca diferente, porém é necessário avaliar as especificações de desempenho e viscosidade dos óleos, a fim de identificar se eles são compatíveis. Caso você misture dois óleos com características diferentes, o resultado não será o esperado e você poderá ter a eficiência do seu veículo prejudicada, consumindo mais combustível.

3 – Sempre que for trocar o óleo, é necessário trocar o filtro

Mito! Essas trocas não precisam ser combinadas, muito pelo contrário: elas devem ser intercaladas, de uma forma com que a cada duas trocas de óleo seja feita uma troca de filtro. Por isso, busque realizar as trocas em concessionárias, a fim de contar com um atendimento mais preparado e especializado.

4 – É normal que a coloração dos óleos sofram alteração

Verdade! A mudança na cor dos óleos é normal e significa que ele cumpriu seu papel de realizar a limpeza no motor, retirando as impurezas que podiam comprometer o funcionamento.

5 – O óleo deve ser trocado a cada 5 mil km rodados

Mito! Esse é um grande mito das estradas, afinal como é possível definir um padrão de tempo para troca de óleo, se cada caminhão é utilizado de uma maneira e possui características diferentes? O ideal é sempre seguir a orientação do fabricante e procurar uma concessionária para mais orientações.

E aí, você já foi pego por algum mito desses que mencionamos acima? Ou já sabia dessas informações? O importante é sempre ter o maior cuidado possível com o seu caminhão, conservando-o e tirando o máximo desempenho dele. E para isso, cada detalhe conta, principalmente a forma de realizar manutenções e revisões!

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe o seu comentário, para que possamos te ajudar!

5 passos para uma direção defensiva

5 passos para uma direção defensiva

Quando pensamos em transporte de carga, já sabemos que cada dia nas ruas e estradas é um desafio diferente para o motorista, pois dividir a via com outras pessoas, sejam elas motoristas, pedestres ou passageiros, é uma grande responsabilidade. Afinal, acidentes de trânsito são ocorrências comuns em todo o país.

Levando isso em consideração, é possível entender o quão importante é sempre buscar um estilo de direção mais seguro e, para isso, pequenas alterações já são capazes de mudar completamente a sua vida na estrada.

Não é à toa que a direção defensiva vem se tornando cada vez mais a aliada preferida dos motoristas, já que engloba em uma só prática de direção a responsabilidade e a consciência no trânsito, principais fatores que evitam acidentes e outros problemas mais graves.

Separamos para você neste artigo algumas dicas de como adotar uma postura mais consciente e responsável no trânsito. Boa leitura!

Postura correta do motorista

Manter a postura correta é muito importante, pois a forma de se posicionar para dirigir influencia na visibilidade e na capacidade de reagir de forma mais rápida a qualquer imprevisto.

Por isso, é importante que você siga sempre a posição recomendada pelos principais órgãos de segurança nacional: manter-se com braços e pernas dobrados e o corpo deve ficar encostado no assento e encosto com ângulo que se aproxime a 90 graus. O encosto de cabeça precisa estar na altura dos olhos do motorista sempre.

Além disso, lembre-se de ajustar os retrovisores em posições estratégicas, tendo o máximo de visão externa possível!

Atenção e Concentração

Enquanto estiver no volante, você precisa estar totalmente atento a tudo o que acontece à sua volta.  Assim é possível guiar o veículo com precisão, evitando freadas bruscas e manobras perigosas não previstas que podem colocar em risco a segurança de todos.

Para isso e para manter o foco no trânsito, coloque tudo que possa te desconcentrar longe do seu campo de visão. Ou seja, desligue o celular, evite músicas altas ou outros tipos de mídia dentro do veículo. Pequenas atitudes como essas fazem toda a diferença na condução.

Mantenha a manutenção em dia

Com a manutenção sempre em dia fica mais fácil evitar qualquer tipo de dano que o veículo possa vir a ter, afinal você estará cuidando de cada um de seus componentes e se prevenindo antes que qualquer imprevisto aconteça.

Para saber quais os tipos de manutenção existentes e qual a mais adequada para o que você precisa, clique aqui.

Tenha cuidado nas ultrapassagens

Colisões por ultrapassagem estão entre as principais causas de morte em rodovias do país. Isso é realmente muito preocupante para todos nós e nos mostra o quanto os motoristas precisam redobrar a atenção ao ultrapassar.

Sendo assim, atente-se à regra na hora de ultrapassar e sempre analise bem e certifique-se de que a pista ao lado ou oposta não possui veículos próximos, sinalize antes de virar o volante e, é claro, nunca realize a manobra em faixa contínua.

Treinamento

Realizar um treinamento significa aperfeiçoar as técnicas de condução, podendo visar uma direção mais econômica, sustentável ou segura! Por isso é tão importante investir em cursos e contar com tecnologias disponíveis para aprimorar o seu estilo de condução.

Atualmente é possível contar com cursos específicos de acordo com a necessidade de cada empresa, além de conseguir reforçar cada aprendizado por meio de tecnologias presentes no caminhão e um acompanhamento individual e personalizado realizado com a ajuda da conectividade presente nos veículos!

Conclusão

E aí? Gostou das dicas? Sabemos que imprevistos no trânsito são, infelizmente, comuns em todo o mundo. Por isso cabe a todos os motoristas, independentemente do veículo que estiver utilizando, adotar uma postura mais consciente e responsável no trânsito.

Esperamos que estas dicas te auxiliem a aperfeiçoar seu estilo de condução e aumentem sua segurança e a de todos à sua volta. Aproveite que está aqui e saiba como tornar a operação mais lucrativa através da direção econômica.

motorista de caminhão: como começar na profissão?

Motorista de caminhão: como começar na profissão?

Começar uma nova fase profissional na vida sempre é um desafio. Para o transporte de carga também é assim. Não basta apenas comprar um veículo e sair pelas estradas, sabemos disso. Alguns procedimentos precisam ser realizados para cumprir todas as exigências legislativas e obter bons resultados.

Antes de tudo, é importante decidir em qual setor você irá se especializar, pois essa decisão é que permitirá que você analise o investimento, busque a documentação correta, o veículo ideal, o curso a fazer, entre outros fatores essenciais para a profissão.

Mas não é só isso! Existem muitas outras decisões a se tomar. Por isso, separamos neste artigo algumas dicas para iniciar a carreira com excelência. Continue lendo!

Carteira profissional

Depois de decidir em que setor irá trabalhar, pense na documentação. A carteira de habilitação é essencial para quem deseja viver nas estradas, já que, por lei, é preciso estar de acordo com todas as exigências e com a categoria adequada para seu setor de transporte.

Categoria C: é permitida apenas um ano depois de adquirir a categoria B. Nesse caso, você terá permissão para dirigir veículos não articulados, cujo peso total seja maior que 3.500 kg);

Categoria D: é necessário ter, no mínimo, 21 anos de idade e 2 anos de habilitação na categoria B para adquiri-la. Somente após essas exigências você estará apto a dirigir os veículos da categoria C e também veículos para mais de 8 passageiros e cargas perigosas.

Categoria E: é a maior categoria de habilitação disponível no Brasil. Então, para estar no direito de adquiri-la, é preciso ter mais de 21 anos e ser habilitado em todas as categorias anteriores. Nesta categoria, o motorista é capaz de dirigir veículos mais pesados, com mais de um módulo e que tenha 6.000kg ou mais de peso bruto total.

Cursos

Em qualquer profissão é indispensável investir nos estudos, no ramo de transporte principalmente! Além dos cursos obrigatórios para motoristas, é importante que você se esforce para aperfeiçoar seus conceitos e habilidades na estrada.
Além disso, quanto mais certificações e experiências tiver, mais você se diferenciará no mercado tão competitivo como o de hoje.
Procure sempre cursos e especializações que se encaixam no seu perfil, independentemente do tipo de carga e veículo. Eles serão seus melhores aliados para obter excelência em sua carreira.

Encontre o seu perfil

Decidir pela carreira autônoma ou se você será empregado é uma etapa muito importante para quem deseja começar na profissão, afinal não precisamos nem dizer que influenciará muito no seu futuro como profissional, não é mesmo?
Essa não é uma decisão simples de ser tomada e por isso vários fatores devem ser analisados. Acompanhe:

Valor disponível para começar

De nada adianta você se planejar se não souber o valor necessário para tirar as ideias do papel ou então, não tiver a quantia necessária. Como esse começo é difícil, é preciso analisar tudo com muito cuidado e realizar um planejamento financeiro antes de tomar qualquer decisão. Dessa forma, os riscos de se enfrentar problemas no futuro são consideravelmente menores.

Perfil profissional

Você sabe qual é seu perfil profissional? Para conhecer é bem fácil, analise suas ambições, objetivos e necessidades.
Ou seja, se você sonha em ter o próprio negócio, seu espírito está voltado para o empreendedorismo e você precisa se planejar para abrir a empresa. Mas se você prefere a carteira assinada e a segurança de um salário fixo, o ideal é procurar alguma empresa qualificada para sua profissão para se empregar.
De qualquer forma saiba que, qualquer que seja a sua escolha, ambas garantem bons retornos e você pode alcançar o sucesso que procura. Mas, para isso, é necessário se planejar!

Caminhoneiro autônomo

Você já decidiu se irá financiar, pagar à vista ou fazer um consórcio para comprar o caminhão?
Para quem deseja começar como autônomo, adquirir um veículo é essencial. Para isso, planeje-se e saiba como utilizar corretamente seu investimento. Decidir se irá financiar ou pagar à vista depende de quanto dinheiro possui e seus objetivos. O mais importante é que a escolha não comprometa sua vida financeira e permita o seu crescimento profissional.

Além disso, pesquise muito para decidir se será um veículo zero quilômetro ou um seminovo. Existem muitos veículos bons no mercado, apenas preste atenção nos valores muito mais baixos, pois mais fatores precisam ser avaliados antes desta compra.

Outro ponto importante é o fato de que a legislação possui exigências que você deve cumprir antes de sair pelas estradas. A principal delas é ter o cadastro na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), pois sem ele não é possível exercer a profissão regularmente.

O RNTC – Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas – só pode ser realizado por quem já possui um caminhão. Sendo assim, é necessário que você já tenha comprado ou iniciado o processo de financiamento para requerer o registro. Além disso, você deve se preocupar em contribuir para o INSS.

Caminhoneiro empregado

Se você prefere a segurança financeira e a carteira assinada, precisa saber que não está livre de escolhas e decisões importantes. Além disso, para entrar no mercado de trabalho e conseguir se empregar em uma boa empresa, é preciso seguir alguns passos.

O primeiro e crucial é o currículo. Para se destacar entre os concorrentes de alguma vaga, se esforce para ter um currículo atrativo e completo; mesmo não possuindo experiência, sempre seja verdadeiro e objetivo. Uma maneira assertiva de tornar seu currículo mais atrativo e completo é se especializar – quanto mais cursos você tiver, mais fácil será de se destacar!

Além disso tudo, é muito importante possuir contatos profissionais para conquistar novos clientes. Que tal procurar alguns voltados para sua área? Quanto mais, melhor!

Todas essas escolhas e tomadas de decisão mudarão sua vida profissional e garantirão que você entre com excelência, profissionalismo e eficiência na estrada. Gostou das dicas? Esperamos que tenham ajudado você a escolher sua carreira.

Aproveite que está aqui e baixe nosso e-Book sobre como escolher o veículo correto para a sua operação.

saiba como escolher os caminhões corretos para viagens longas

Saiba como escolher os caminhões corretos para viagens longas

Introdução

Para os motoristas de longas viagens, todo frete é um desafio. Sabemos que encarar a estrada por diversos dias pode ser cansativo e trabalhoso, mas escolhendo o modelo correto, as viagens se tornam muito mais seguras e confortáveis.

Para isso é preciso analisar as necessidades da sua operação e combiná-las com detalhes internos e externos que farão muita diferença no dia a dia, como por exemplo: o que você transportará? Quais as características das estradas por onde passará? Levando isso em consideração, qual cabine é a mais adequada? E as características do motor?

Quer saber mais sobre o assunto? Estamos aqui para te ajudar. Separamos algumas dicas dos principais fatores que você deve levar em consideração na hora de escolher o veículo ideal. Continue lendo!

Cabine

Comece entendendo qual cabine é a ideal para que sua viagem seja mais segura, confortável e, claro, econômica!
Em viagens de longa distância, a cabine é praticamente seu segundo lar, pois você passa dias e noites dentro dela. Além do conforto que ela precisa te oferecer durante a viagem, leve em consideração os itens de segurança disponíveis e suas características que permitem um menor consumo de combustível. Afinal, nós sabemos que nesse tipo de operação economizar combustível representa um grande ganho ao se considerar os custos totais e lucratividade!

Por isso procure escolher cabines mais completas, com detalhes personalizados conforme sua necessidade, como por exemplo com mais espaço interno, uma cama de leito mais larga e boa climatização.
No espaço externo, o design, para-brisa, defletores de ar, quebra-sol, espelhos, saias laterais e até mesmo os pequenos detalhes como luzes e as lacunas entre os painéis são essenciais para que você faça uma viagem mais econômica!

Itens de conforto

Só quem está atrás do volante entende o quanto é fundamental possuir uma cabine que se adeque às viagens, principalmente as de longas distâncias, nas quais o motorista passa a maior parte do tempo dentro delas.
Alguns recursos precisam estar em sua lista de exigências quando for escolher a cabine mais confortável para sua viagem. Um bom aproveitamento do espaço interno é essencial para aumentar o conforto: procure por cabines que combinem ergonomia com variedade no espaço de armazenamento e camas para os momentos de descanso.
Além disso, a tecnologia também é uma aliada!

Hoje em dia existem no mercado opções de climatização mais tecnológicas que além de melhorar a distribuição e fluxo contínuo do ar climatizado, também funcionam por um bom período sem consumir a bateria do caminhão.

Motor

Para viagens longas, contar com uma tecnologia avançada nos motores é indispensável. É por meio dela que alguns modelos são capazes de economizar combustível ao mesmo tempo em que mantém um bom desempenho.
Alguns detalhes fazem a diferença quando o assunto é a escolha do motor correto, por isso leve em consideração a eficiência na combustão, o consumo de combustível e a capacidade de refrigeração.

Tecnologias para economia de combustível

Cada designação de transporte demanda diferenciais e necessidades exclusivas perante a potência. A nova geração de caminhões possui novidades importantes para trazer mais eficiência na direção, como por exemplo a tecnologia de inteligência na caixa de câmbio que reforça a eficiência energética.

Conte com um sistema de trocas de marcha totalmente automatizado, tornando a direção mais segura, prática, confortável e muito mais econômica, independentemente da carga e trajeto.Certos motores possuem os torques mais altos do mercado, o que garante um maior desempenho para os caminhões e melhores resultados para o negócio. Basta apenas você escolher a solução que mais se adequa às suas operações.

Itens de segurança

Jamais deixe de pensar na segurança! Existem alguns componentes do veículo que podem trazer a proteção necessária para quem passa dia e noite na estrada.

Isso porque diversas situações inesperadas podem acontecer durante a viagem, como por exemplo a perda de estabilidade e uma freada mais brusca devido a um obstáculo na pista. Nesses casos, conte com veículos devidamente equipados com tecnologias que auxiliam o motorista e atuam para evitar qualquer tipo de acidente, como colisões.

Além disso, é possível contar com veículos que possuem recursos de segurança também para os momentos de descanso. Exemplo disso são as travas de segurança que prendem a porta por dentro, impossibilitando que ela seja aberta pelo lado de fora.

Serviços

Os serviços disponibilizados pelas montadoras também devem influenciar na escolha do caminhão ideal para sua operação. Hoje em dia é essencial que esses veículos sejam conectados já que, por meio dessa conectividade, é possível acompanhar de perto o desempenho deles.

Para uma operação de longa distância isso é essencial, uma vez que a prioridade é sempre garantir maior segurança, economia de combustível e disponibilidade para os veículos, e os serviços conectados disponíveis no mercado entregam justamente isso!

Bom, esses são os principais fatores que devem ser levados em consideração ao escolher o caminhão ideal para a sua operação. Para que essa escolha seja ainda mais assertiva, levante informações a respeito das montadoras disponíveis no mercado e procure uma concessionária. Os vendedores poderão entender melhor o seu negócio e te ajudarão e personalizar o veículo e o serviço ideal para ele!
Gostaria de acessar mais conteúdo? Aproveite que está aqui e baixe nosso e-Book sobre como minimizar os custos operacionais.

4 dicas para gerenciar sua frota de ônibus de forma mais fácil.

4 dicas para gerenciar sua frota de ônibus de forma mais fácil.

Um dos principais objetivos de quem trabalha com transporte rodoviário de passageiros é oferecer aos clientes um serviço de qualidade, em que segurança e conforto são grandes diferenciais para uma viagem tranquila.

Porém, além de priorizar a qualidade do serviço prestado, é essencial buscar por maneiras de manter o negócio rentável e lucrativo. Para isso, realizar o gerenciamento da frota é mais que importante.

Ao realizar a gestão de frotas é possível aumentar a disponibilidade dos veículos, conhecer a performance de cada ônibus, como cada motorista está dirigindo, evitar paradas desnecessárias e otimizar a eficiência da operação.

Para isso é preciso adotar alguns métodos, utilizar técnicas e contar com algumas tecnologias para conseguir conciliar o gerenciamento dos veículos da frota com as demandas do negócio como um todo. Neste artigo vamos compartilhar 4 dicas de como gerenciar a sua frota de forma mais fácil! Acompanhe:

1. Faça um bom planejamento

Planejar é extremamente importante para alcançar os resultados e metas pré-estabelecidas. Para começar, estabeleça os objetivos para determinar quais serão as próximas ações necessárias para que seja possível alcançar cada um deles.

Considere defini-los conforme o prazo em que eles devem ser concluídos, dividindo-os em planos para curto, médio ou longo prazo. A partir daí é possível se organizar conforme o que for necessário para o seu negócio: investir um tempo para oferecer treinamento aos seus motoristas, programar a manutenção de alguns veículos ou estudar a necessidade de renovação da frota, por exemplo.

2. Otimize os processos

Para tomar decisões corretas ao gerenciar a frota, algumas tarefas e obrigações devem ser realizadas. Como por exemplo: geração e emissão de documentos, controle de combustível, controlar os custos operacionais, conhecer o desempenho dos motoristas e acompanhar a necessidade de manutenção dos veículos.

Para isso você pode contar com alguns softwares que podem te auxiliar na administração dessas funções. Esses programas permitem que você tenha uma visão maior do processo logístico, podendo tomar decisões estratégicas e agir sempre que for necessário para otimizar sua operação.

3. Conecte seus ônibus

É por meio da conectividade que é possível acompanhar de perto o status da sua frota. Suas funcionalidades permitem identificar, em tempo real, a posição dos veículos, o estilo de condução e demais características da operação.

Com estes dados é possível pensar em diversas soluções para minimizar o consumo de combustível, programar as manutenções conforme a necessidade dos seus veículos e melhorar o estilo de condução dos motoristas. Dessa forma é possível diminuir gastos extras.

4. Conte com a ajuda de profissionais

Realizar esse gerenciamento da frota de forma assertiva e ágil é mais fácil quando você conta com a ajuda de profissionais especializados.

Hoje em dia as concessionárias oferecem esse serviço para te ajudar! Elas possuem profissionais responsáveis por planejar os serviços de manutenção, programar o tempo de paradas e aumentar a disponibilidade dos seus veículos.

Esses profissionais contam com a conectividade nos ônibus para realizar esse serviço. Dessa forma eles conseguem garantir uma disponibilidade maior para seus veículos, conforme as necessidades específicas da sua operação. Você pode, por exemplo, definir os dias e horários que seus veículos precisam estar disponíveis para viagens e esses profissionais garantem que eles estarão lá.

Agora que você já entendeu melhor sobre uma boa gestão de frotas, aplique em seu negócio para bons resultados. Esteja conectado e receba o auxílio de profissionais e softwares disponíveis para contratação nas concessionárias.

Esperamos que o artigo tenha ajudado a tornar seu gerenciamento mais inteligente e eficiente. Aproveitando que está aqui, baixe agora o e-Book para saber mais sobre como diminuir os custos operacionais clicando aqui.

conheça os riscos de se trabalhar com um caminhão antigo

Conheça os riscos de se trabalhar com um caminhão antigo

Rodar pelas estradas e dividir as vias com outros condutores é uma grande responsabilidade, já que direta ou indiretamente acaba-se influenciando a segurança de todos os envolvidos. E quando o assunto é dirigir veículos antigos a atenção precisa ser dobrada, uma vez que a performance deles pode estar comprometida.

Mas não é só isso. Além do veículo antigo aumentar os riscos de uma viagem, ele também perde rendimento, consome mais combustível e influencia diretamente na rentabilidade da sua operação. Para entender os riscos de se trabalhar com um caminhão antigo continue a leitura!

Entenda os riscos de colocar um caminhão antigo na pista

De acordo com a Confederação Nacional do Transporte, a frota nacional tem, em média, 13 anos de uso, enquanto o recomendado é no máximo 8 anos para uma vida ativa de um caminhão nas estradas.

Dessa forma é necessário prestar atenção quanto à idade da frota pois, depois de algum tempo, o caminhão começa a não responder a alguns comandos com a mesma rapidez de antes, as peças vão se desgastando, as manutenções começam a ser mais frequentes e, por consequência, não só os gastos se tornam maiores, mas também a segurança das viagens é comprometida. Veja alguns fatores para serem analisados:

Fumaça

A cor da fumaça que o caminhão emite no escapamento pode indicar algum problema. Sempre que estiver parado, é importante dar uma ligada no veículo para observar a fumaça.

O correto é que ele solte fumaça branca. Quando ela está cinza-azulada ou escura demais aponta que o caminhão está passando por um superaquecimento, problemas de entrada de muito óleo no motor ou com defeitos no catalizador.

Ruídos que podem vir dos freios

Os freios são os componentes de segurança mais importantes de um veículo. É fundamental que eles sempre estejam em perfeito funcionamento.

Quando há ruídos no momento da frenagem é motivo de preocupação. Se quando o freio é acionado algum som é emitido, a origem deve ser pesquisada o quanto antes.

Os problemas ligados a este mecanismo podem ser referentes a pastilhas gastas, catracas desreguladas e folga nos braços de acionamento. Então, sempre peça para algum profissional verificar o funcionamento para detectar o problema e achar uma solução.

Sistema Elétrico

O sistema elétrico precisa passar por inspeções e testes periódicos de tensão e corrente para ter certeza de que os aparelhos, que muitas vezes são adicionados ao veículo (como televisores, rádios, GPS, etc.), estão de acordo com a capacidade do sistema.

Para verificar o funcionamento do sistema é essencial realizar uma avaliação em concessionárias especializadas. Assim eles detectam problemas de oxidação, ressecamento dos chicotes ou peças mal encaixadas e já programam a manutenção necessária.

Pneus

Pneus desgastados significam falta de segurança. Eles são capazes de causar inúmeros problemas no caminhão, como por exemplo demora na resposta de comandos da direção, aumento de frenagens e dificuldade na passagem das curvas.

O desgaste precoce dos pneus pode ocorrer por conta da distribuição irregular do peso, rodas desalinhadas ou desbalanceadas, entre outros fatores de um veículo antigo. Por isso sempre verifique o estado de todos antes de realizar uma viagem.

Óleo

Durante a troca de óleo, observe a cor e o aspecto em que ele se encontra. Essas características podem indicar corretamente as condições do veículo e você, com a ajuda de um profissional, pode encontrar a causa e a solução de um possível problema mecânico ou de atrito.

Caso o produto esteja em bom estado e o nível de óleo no motor estiver baixo, é ideal apenas completar com a mesma solução que já está rodando no motor.

De qualquer forma é de extrema importância que seja realizada troca de óleo regularmente para um bom funcionamento do veículo. Não se esqueça de seguir sempre as especificações do tipo e nível de viscosidade do óleo.

Troca de Marchas

Defeitos na transmissão de marchas são identificados na hora da passagem através de ruídos e dificuldade ao encaixar a marcha correta. Se caso seu caminhão estiver com este problema, é recomendado que passe por uma avaliação.

A causa dos defeitos de funcionamento podem vir do sincronizador, sistema de embreagem, nos anéis e no trambulador (componente responsável por fazer a comunicação da alavanca de troca de marcha com a caixa).

Como pôde observar, um caminhão antigo é capaz de apresentar diversos problemas e comprometer a segurança das viagens e a rentabilidade do seu negócio. Isso porque cada defeito apresentado significa um gasto a mais com manutenção ou um consumo superior de combustível!

Além disso, os veículos novos possuem avançadas tecnologias que podem te ajudar a controlar melhor a performance do veículo, a minimizar o consumo de combustível e os gastos com manutenção! Por isso, verifique se compensa continuar com esse veículo mais antigo ou se é melhor trocar por um veículo mais novo.

Então, gostou das dicas? Esperamos que o artigo tenha te ajudado a entender melhor os riscos e tornar sua frota mais nova, econômica e segura e o seu negócio mais rentável e lucrativo. Agora, aproveite que está aqui e saiba como escolher o caminhão correto para a sua operação.

6 dicas para você cuidar melhor do seu negócio

6 dicas para você cuidar melhor do seu negócio

Quem está no mundo dos transportes sabe que a gestão de uma pequena transportadora pode até ser um pouco menos complexa do que a gestão de grandes operações de transportes, mas o que se deve ter consciência é que, de qualquer forma, os cuidados exigidos são os mesmos, independentemente do tamanho da frota com a qual se trabalha, e que os desafios diários para a operação existem para todos.

Tendo isso em mente é necessário possuir alternativas, soluções e objetivos para que o negócio seja cada vez mais lucrativo e rentável. Isso significa estar sempre atento às necessidades do seu negócio e procurar soluções que podem te ajudar a cuidar melhor dele.

Pensando nisso, preparamos esse artigo com algumas dicas de como você pode cuidar melhor de cada detalhe da sua operação e alcançar maiores resultados! Acompanhe:

1. Invista nos veículos corretos

Cada carga demanda um tipo de veículo específico que se adeque às suas características, como por exemplo o peso, estado físico (líquido, gasoso ou sólido), a temperatura e o tamanho. Esses detalhes influenciam no momento de escolher o veículo correto para a sua operação, afinal cada carga demanda atenção e cuidado específicos.

Além das características da carga é necessário analisar as características das rotas das viagens. Alguns modelos de veículos são mais leves, apropriados para trajetos regionais e urbanos, outros mais robustos para viagens mais longas e ainda há aqueles ainda mais pesados para aplicações fora da estrada, como por exemplo, em minas.

Para saber mais detalhes sobre como escolher o veículo correto para a sua operação, clique aqui e dê uma olhada nesse ebook que preparamos!

2. Não fique muito tempo com veículos antigos

Não importa o quanto você cuide bem da frota e da performance dos veículos. Chega um momento em que eles acabam ficando ultrapassados e passam a não responder tão rápido seus comandos, precisam de manutenções mais frequentes e ainda consomem mais combustível.

Por isso é importante buscar sempre que possível a renovação das frotas. Para isso é importante se planejar antecipadamente e estudar as diversas possibilidades, que vão variar conforme o prazo para que essa tarefa seja concluída. Você pode optar por cotas de consórcio, realizar um financiamento ou até mesmo ir até a concessionária para tentar negociar o seu veículo “antigo” como parte do pagamento.

3. Planeje suas rotas

Nem sempre o caminho mais curto é o melhor para realizar um frete. As vias podem estar em péssimo estado e demandar mais tempo de trânsito. Por consequência, o consumo de combustível aumenta juntamente com o desgaste dos componentes do veículo, como amortecedores, freios, marchas, etc.

Analise também a segurança do trajeto escolhido! Muitas vezes, o mais curto pode possuir um risco maior de acidentes ou roubos de veículos e mercadorias.

Pensando nisso, faça sempre o planejamento das suas rotas e opte por realizar aquele caminho que traga mais segurança e economia para as viagens. Além disso, combinar o término de uma viagem com o começo de outra, em regiões próximas, é uma excelente forma de otimizar os fretes.

4. Mantenha a manutenção em dia

Estar em dia com as manutenções é essencial para evitar qualquer custo extra, paradas indesejadas e principalmente realizar viagens mais seguras.

Para isso prefira sempre a manutenção flexível, cujo planejamento é realizado conforme as necessidades específicas do seu veículo e da sua operação, ou as manutenções preventivas, que prevê possíveis desvios e realiza os reparos necessários antes que eles prejudiquem a sua operação como um todo.

5. Treine os motoristas

O motorista é a peça fundamental para que uma operação de transporte seja rentável e lucrativa. Ele é o responsável pelos cuidados do veículo no dia a dia, pelo consumo de combustível e durabilidade das peças e componentes.

Por isso é importante que ele sempre seja treinado para exercer essas responsabilidades da melhor forma possível, conduzindo o veículo de forma mais econômica, responsável e sustentável.

6. Acompanhe os KPIs.

Quando o assunto é gerenciamento, os KPIs são palavras de ordem! Eles são os indicadores de quanto o seu negócio está rendendo e performando. Por meio deles é possível detectar o que está funcionando ou não na sua operação.

Você pode analisar, por exemplo, o consumo de combustível, os gastos com manutenção, multas e sinistros e, a partir daí, definir pontos de melhorias e estratégias para alcançá-los. Para saber mais sobre os KPIs, baixe nosso ebook!

Planejar, aplicar e manter uma boa gestão de pequena frota não é tão simples quanto parece. Mas você pode contar com a conectividade para te ajudar a controlar os principais pontos que comentamos acima.

Comece aos poucos e se planeje para que possa alcançar cada um dos seus objetivos.

Esperamos que tenha gostado das dicas! Com mais economia e rentabilidade seu negócio se torna muito mais lucrativo. Se você aí possui uma frota pequena, deixe aqui os seus comentários com dicas de como você cuida do seu negócio!

como economizar combustível através da aerodinâmica

Como economizar combustível através da aerodinâmica

Um dos gastos que mais influenciam na rentabilidade das operações de transporte é o combustível. Afinal, ele representa aproximadamente 46% de todos os custos da operação. Por esse motivo é tão importante falarmos sobre economia de combustível.

Diversos fatores influenciam no consumo de combustível, sendo que um dos mais importantes, que nem sempre levamos em consideração, é a aerodinâmica.

Gostaria de entender melhor sobre a influência da aerodinâmica em seu veículo? Continue lendo este artigo que separamos para explicar com detalhes tudo o que você precisa saber sobre como ela pode te ajudar a economizar combustível e reduzir os gastos da sua operação. Boa leitura!

POR QUE A AERODINÂMICA INFLUENCIA NO CONSUMO DE COMBUSTÍVEL?

Alguns dos fatores que influenciam no consumo de combustível são as resistências. Elas são forças que se opõem ao movimento do veículo e podem agir de diferentes formas, sendo que uma das principais delas é a resistência exercida pelo ar em relação ao veículo e à carga.

Para superá-la é necessário levar em consideração diferentes elementos que a influenciam, como por exemplo a aerodinâmica, sendo necessário analisar cada detalhe do veículo que pode influenciar nessa resistência, como por exemplo, a cabine, retrovisores, defletores, luzes e diversos outros itens. Abaixo separamos os principais:

DETALHES DA CABINE

O modelo da cabine faz muita diferença e muitas vezes achamos que somente as grandes características dela influenciam na aerodinâmica, como por exemplo seu tamanho, formato, para-brisa, defletores e espelhos. Mas não é bem assim!

Pequenos detalhes fazem grandes diferenças quando o assunto é aerodinâmica. Por exemplo, luzes embutidas e lacunas mais apertadas entre os painéis melhoram a forma como o ar flui por cima, por baixo e ao redor da cabine, reduzindo o consumo de combustível e também o ruído do vento dentro da cabine.

QUEBRA-SOL

Ainda sobre alguns detalhes da cabine, agora focando no quebra-sol, vale ressaltar que o ideal é analisar as características da sua operação para definir a melhor forma de aplicar esse acessório.

Por exemplo, para operações cuja velocidade é maior que 80km/h, recomenda-se que o quebra-sol seja interno e não externo como estamos acostumados a ver no mercado. Isso porque, tendo mais esse componente fora da cabine, a resistência do ar é maior, fazendo com que o consumo de combustível seja elevado.

Por outro lado, caso as operações sejam fora de estrada, vale considerar o quebra-sol externo, já que pelas velocidades serem mais baixas essa resistência não exerce grande impacto sobre o consumo de combustível e ele ainda pode funcionar como uma proteção para o para-brisa.

SAIAS LATERAIS

As saias laterais são reconhecidas pela beleza que agregam à aparência dos caminhões, porém não é só nisso que elas atuam: quando opta por inclui-las no seu veículo você também melhora a aerodinâmica e, consequentemente, minimiza o consumo de combustível. Isso porque o fluxo de ar passa mais suave ao longo dos lados e reduz as turbulências de ar que desperdiçam combustível.

DEFLETORES DE AR

Nas estradas a velocidade média costuma ser alta e consequentemente os ventos mais fortes, tornando a resistência do ar um fator ainda mais significativo, já que por esse motivo o caminhão precisa fazer uma força extra para se manter estável, demandando mais esforço do motor e consumo de combustível.

Com a utilização dos defletores de ar laterais e do teto, a folga entre o cavalo e o implemento é reduzida, permitindo que o ar seja desviado para fora dos componentes com mais suavidade e maior velocidade, evitando o arrasto aerodinâmico.

Sem um defletor a carroceria acaba se tornando praticamente um paraquedas atrás da cabine. Com isso o caminhão precisa aumentar a rotação do motor, gastando mais combustível.

RETROVISORES

Os retrovisores também possuem grande influência na integração aerodinâmica da cabine com a carroceria, pois quando o veículo está em movimento, ele precisa deslocar o ar que passa. Com retrovisores adequados é possível reduzir o impacto do vento, minimizando sua força e a resistência do ar.

Você já viu como a aerodinâmica é importante para a economia de combustível, né? Com pequenas melhorias na cabine ou com a inclusão de itens extras, é possível melhorar a aerodinâmica e reduzir o custo que mais impacta na sua operação!

Por isso, na hora de investir nos veículos da sua frota, preze por aqueles em que as montadoras investem nesse cuidado com a aerodinâmica e possam te oferecer a solução perfeita conforme as necessidades da sua operação! ?

Gostou das dicas? Esperamos que tenham auxiliado você a entender um pouco mais sobre a importância da aerodinâmica no veículo. Aproveite que está aqui e baixe agora o e-Book para escolher o veículo correto para seu negócio clicando aqui.