6 dicas para você cuidar melhor do seu negócio

6 dicas para você cuidar melhor do seu negócio

Quem está no mundo dos transportes sabe que a gestão de uma pequena transportadora pode até ser um pouco menos complexa do que a gestão de grandes operações de transportes, mas o que se deve ter consciência é que, de qualquer forma, os cuidados exigidos são os mesmos, independentemente do tamanho da frota com a qual se trabalha, e que os desafios diários para a operação existem para todos.

Tendo isso em mente é necessário possuir alternativas, soluções e objetivos para que o negócio seja cada vez mais lucrativo e rentável. Isso significa estar sempre atento às necessidades do seu negócio e procurar soluções que podem te ajudar a cuidar melhor dele.

Pensando nisso, preparamos esse artigo com algumas dicas de como você pode cuidar melhor de cada detalhe da sua operação e alcançar maiores resultados! Acompanhe:

1. Invista nos veículos corretos

Cada carga demanda um tipo de veículo específico que se adeque às suas características, como por exemplo o peso, estado físico (líquido, gasoso ou sólido), a temperatura e o tamanho. Esses detalhes influenciam no momento de escolher o veículo correto para a sua operação, afinal cada carga demanda atenção e cuidado específicos.

Além das características da carga é necessário analisar as características das rotas das viagens. Alguns modelos de veículos são mais leves, apropriados para trajetos regionais e urbanos, outros mais robustos para viagens mais longas e ainda há aqueles ainda mais pesados para aplicações fora da estrada, como por exemplo, em minas.

Para saber mais detalhes sobre como escolher o veículo correto para a sua operação, clique aqui e dê uma olhada nesse ebook que preparamos!

2. Não fique muito tempo com veículos antigos

Não importa o quanto você cuide bem da frota e da performance dos veículos. Chega um momento em que eles acabam ficando ultrapassados e passam a não responder tão rápido seus comandos, precisam de manutenções mais frequentes e ainda consomem mais combustível.

Por isso é importante buscar sempre que possível a renovação das frotas. Para isso é importante se planejar antecipadamente e estudar as diversas possibilidades, que vão variar conforme o prazo para que essa tarefa seja concluída. Você pode optar por cotas de consórcio, realizar um financiamento ou até mesmo ir até a concessionária para tentar negociar o seu veículo “antigo” como parte do pagamento.

3. Planeje suas rotas

Nem sempre o caminho mais curto é o melhor para realizar um frete. As vias podem estar em péssimo estado e demandar mais tempo de trânsito. Por consequência, o consumo de combustível aumenta juntamente com o desgaste dos componentes do veículo, como amortecedores, freios, marchas, etc.

Analise também a segurança do trajeto escolhido! Muitas vezes, o mais curto pode possuir um risco maior de acidentes ou roubos de veículos e mercadorias.

Pensando nisso, faça sempre o planejamento das suas rotas e opte por realizar aquele caminho que traga mais segurança e economia para as viagens. Além disso, combinar o término de uma viagem com o começo de outra, em regiões próximas, é uma excelente forma de otimizar os fretes.

4. Mantenha a manutenção em dia

Estar em dia com as manutenções é essencial para evitar qualquer custo extra, paradas indesejadas e principalmente realizar viagens mais seguras.

Para isso prefira sempre a manutenção flexível, cujo planejamento é realizado conforme as necessidades específicas do seu veículo e da sua operação, ou as manutenções preventivas, que prevê possíveis desvios e realiza os reparos necessários antes que eles prejudiquem a sua operação como um todo.

5. Treine os motoristas

O motorista é a peça fundamental para que uma operação de transporte seja rentável e lucrativa. Ele é o responsável pelos cuidados do veículo no dia a dia, pelo consumo de combustível e durabilidade das peças e componentes.

Por isso é importante que ele sempre seja treinado para exercer essas responsabilidades da melhor forma possível, conduzindo o veículo de forma mais econômica, responsável e sustentável.

6. Acompanhe os KPIs.

Quando o assunto é gerenciamento, os KPIs são palavras de ordem! Eles são os indicadores de quanto o seu negócio está rendendo e performando. Por meio deles é possível detectar o que está funcionando ou não na sua operação.

Você pode analisar, por exemplo, o consumo de combustível, os gastos com manutenção, multas e sinistros e, a partir daí, definir pontos de melhorias e estratégias para alcançá-los. Para saber mais sobre os KPIs, baixe nosso ebook!

Planejar, aplicar e manter uma boa gestão de pequena frota não é tão simples quanto parece. Mas você pode contar com a conectividade para te ajudar a controlar os principais pontos que comentamos acima.

Comece aos poucos e se planeje para que possa alcançar cada um dos seus objetivos.

Esperamos que tenha gostado das dicas! Com mais economia e rentabilidade seu negócio se torna muito mais lucrativo. Se você aí possui uma frota pequena, deixe aqui os seus comentários com dicas de como você cuida do seu negócio!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *