5 Dicas para você proporcionar viagens mais seguras aos passageiros.

5 Dicas para você proporcionar viagens mais seguras aos passageiros.

Quando o assunto é o transporte de passageiros, segurança nas viagens é sempre uma das principais preocupações das empresas. O fundamental é entender que é preciso seguir uma série de precauções e estar atento a alguns detalhes da sua operação para não só oferecer viagens mais seguras aos passageiros, mas também contribuir para o bom andamento do negócio como um todo.

Neste artigo, você encontrará as cinco principais dicas para você proporcionar mais segurança aos seus passageiros e motoristas. Acompanhe com a gente!

1 CONECTIVIDADE

Ônibus conectados são aqueles que estão constantemente enviando informações sobre o seu funcionamento. Isso significa ter sempre em mãos dados da operação que geram relatórios detalhados de como os veículos estão performando durante as viagens. Isso é importante não só para uma gestão inteligente, mas também para proporcionar mais segurança às viagens, já que dessa forma é possível manter as manutenções em dia, evitando imprevistos nas peças e componentes, corrigir maus hábitos dos motoristas e monitorar os veículos em tempo real.

2 USE SEMPRE PEÇAS ORIGINAIS

Não adianta teimar: peças originais sempre serão as melhores possíveis para o seu ônibus, ponto final. A razão é bem simples: cada marca detém exatamente as medidas e os materiais exatos que melhor se encaixam em seus motores e demais componentes. Foram anos e anos estudando, projetando e desenvolvendo cada peça. É natural, então, que ao comprar uma peça original, você esteja atestando que o veículo funcionará da melhor forma.

3 TREINAMENTO PARA OS MOTORISTAS

Nós acabamos de ver que cuidar do veículo é importante. Mas e da condução? É tão importante quanto. Os hábitos de direção podem fazer uma grande diferença no desgaste das peças, na economia do combustível e na segurança de cada viagem. Mesmo os motoristas mais experientes podem aprender com um bom treinamento, e essa melhora é sempre bem-vinda nos negócios.

Um motorista treinado faz uso das melhores práticas de uma direção preventiva, conhece as tecnologias disponíveis no veículo e também sabe como se preparar para viagens longas – respeitando os horários necessários para descanso, por exemplo.

4 SISTEMA DE FREIOS  

Atualmente, os chassis já saem de fábrica com um sistema de freio avançado que proporciona uma viagem mais segura aos motoristas e passageiros. Esse sistema é composto por várias tecnologias responsáveis por atuar de diferentes formas no momento de frenagem do ônibus. Confira abaixo as principais:

ABS: Funciona como um antibloqueio e permite que os pneus mantenham sua aderência ao solo;

ESP: Esse sistema analisa características do deslocamento do veículo, como sua velocidade e a patinação das rodas, e auxilia o motorista a mantê-lo na direção correta. Nesse caso, ao detectar alguma diferença entre o comando do motorista e a movimentação real do veículo, como por exemplo, em uma “derrapagem”, ele passa a comandar a força de frenagem individualmente nas rodas dianteiras e traseiras, fazendo com que a aceleração em excesso seja reduzida e corrigindo a direção.

Sistema de Freio Eletrônico: Calcula o peso e a capacidade de frenagem de cada roda, administrando essa informação e garantindo maior nível de segurança durante toda a viagem.

5 TECNOLOGIAS DE SEGURANÇA

Além do sistema de freios, foram desenvolvidas uma infinidade de tecnologias que compõem um veículo, para oferecer um nível maior de segurança ao motorista e aos passageiros. Na hora de escolher um veículo novo, não deixe de se inteirar sobre essas questões e considere optar por veículos com essas tecnologias! Cuidado nunca é demais, não é mesmo?  Abaixo, nós listamos as principais tecnologias disponíveis no mercado, dê uma olhada:

Controle de cruzeiro adaptativo: essa tecnologia mantem o ônibus a uma distância segura em relação ao veículo à frente!

Aviso de saída de faixa: uma câmera especial localizada no para-brisa identifica quando o veículo sai das faixas da pista de forma involuntária e para alertar ao motorista, são emitidos sinais sonoros e luminosos no painel e vibrações no assento, permitindo que ele corrija sua trajetória.

Frenagem de emergência avançada: por meio de uma câmera e um radar, o ônibus detecta automaticamente a presença de um veículo à frente. Dessa forma, se houver um risco de colisão, o sistema avisa o motorista através de sinais sonoros e luminosos, para que ele possa executar a frenagem. Caso o motorista não tome nenhuma ação, o ônibus consegue parar sozinho.

Hill hold: ao parar em uma subida e soltar o pedal do freio para acelerar, essa tecnologia permite manter o ônibus parado por alguns segundos até o motorista acelerar, evitando que o ônibus “desça” e bata no veículo de trás.

Sistema anticapotamento: quando o veículo se inclina de modo que possa gerar risco de capotamento, este sistema diminui a altura da suspensão, baixando seu centro de gravidade e melhorando sua estabilidade.

A partir de agora, seu olhar será outro na hora de decidir as diretrizes de segurança da sua empresa. E o mais importante: seus passageiros estarão sempre em boas mãos, não importa o destino.

Para mais dicas como essa continue acompanhando o Portal Transporte Econômico! Além disso, não deixe de baixar o nosso ebook com dicas de como minimizar o tempo que seus veículos passam na oficina, basta clicar aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *