Tudo sobre os caminhões Scania movidos a gás

Reduzir as emissões de CO2 em 50% até 2025. Essa é uma iniciativa global da Scania, que representa o compromisso da marca em liderar a jornada rumo a um sistema de transporte mais sustentável. 

Nesse sentido, os caminhões Scania 100% movidos a gás representam esse novo olhar para a sustentabilidade em toda a cadeia de transporte. Os caminhões, que podem ser movidos a gás natural veicular (GNV) ou a gás natural liquefeito (GNL), estão disponíveis nas versões de 9 e 13 litros e têm autonomia suficiente para percorrer longas distâncias.

Com tudo isso, o veículo movido a gás tem percorrido uma trajetória de sucesso e já conta com mais de 50 unidades vendidas.

Quer conhecer um pouco mais do que esse lançamento sobre rodas tem a oferecer? Então continue a leitura e confira os principais detalhes que tornam os caminhões Scania movidos a gás tão especiais. 

Performance e desempenho

Vamos começar por um dos tópicos que mais chamam a atenção de quem vive na estrada.

O motor a gás desenvolvido para os caminhões Scania é dedicado especialmente a esse tipo de combustível. Ou seja, tudo ali foi feito para que ele possa alcançar os melhores índices de eficiência. É exatamente por conta dessa engenharia, como taxa de compressão, entrada e saídas de gases, entre outros aspectos, que os caminhões a gás da Scania alcançam excelente performance. 

Capacidade

A Scania preparou algumas combinações de cilindros e tanques, conforme a escolha do gás — comprimido ou liquefeito. Essas combinações variam de acordo com a necessidade de autonomia que cada operação exige.

De forma geral, as opções de cilindro para armazenamento de gás comprimido são 760, 852 e 944 litros. Já os tanques de gás liquefeito contam com um volume de 758 e 1.100 litros.

Vale lembrar que, no caso do GNC, há a possibilidade de se especificar cilindros para um posicionamento mais elevado em relação ao solo. 

Tecnologia de fábrica 

Por nasceram com a tecnologia a gás, os caminhões Scania vêm com todos os componentes pensados para esse tipo de aplicação — tanques, sistemas, pneus e motor. A diferença também está na câmara de combustão, cabeçotes, entrada e saída de gases, e toda a parte de tanques e válvulas. Aliás, o fato de o motor ser específico para esse tipo de combustível significa que a performance do veículo não é prejudicada.
 

A tecnologia também soa melhor para os ouvidos com os motores GNV e GNL. Graças ao ciclo Otto, comumente utilizado em automóveis, os modelos a gás da Scania são 20% menos ruidosos que os movidos a diesel. 

Segurança 

Um veículo a gás naturalmente levanta muitas dúvidas sobre segurança. Foi pensando nisso que a Scania trabalhou pesado para entregar um caminhão de confiança.

Para maior segurança, os cilindros dos caminhões Scania são equipados com válvulas de segurança que detectam anomalias no funcionamento do gás, como problemas na vazão, temperatura ou pressão. Nesses casos, as válvulas liberam o combustível para evitar qualquer tipo de acidente. 

Com o gás liquefeito, o processo é igual. O combustível se mantém a uma temperatura de -163° C nos tanques. No entanto, ganha forma gasosa imediatamente ao entrar em contato com a atmosfera. Por isso mesmo, também é colocado para fora ao menor sinal de irregularidade.

Como você viu, os caminhões a gás da Scania estão prontos para rodar, aliando eficiência e economia a sustentabilidade. Um veículo que tem tudo para contribuir para que o seu negócio prospere com muita rentabilidade e de forma sustentável.

Gostou da novidade e quer continuar na nossa companhia? Assine nossa newsletter e saiba tudo em primeira mão!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *