saiba como controlar a ociosidade operacional de sua frota

Saiba como controlar a ociosidade operacional de sua frota

Quem trabalha com transporte, principalmente motoristas autônomos, proprietários de transportadoras e gestores de frota, sabe o quanto a ociosidade pode prejudicar a rentabilidade do negócio e a saúde financeira da empresa. Desde aqueles veículos que estão parados até aqueles rodando vazios, todos causam impacto negativo na operação.

Não é para menos que manter o controle dessas ociosidades em dia tem se mostrado fundamental para a tomada de decisões mais assertivas. O primeiro passo é entender os motivos que levam a essa situação. São eles:

  • Veículo aguardando manutenção: toda vez que um caminhão apresenta falha mecânica, ele precisa ser afastado da operação para passar por manutenção. Esse é um problema enfrentado frequentemente no transporte de cargas e, quando ele acontece, a capacidade de atendimento da empresa é reduzida ao longo do período que o veículo fica parado para manutenção.
  • Veículo aguardando liberação: alguns problemas internos, como atraso na emissão de documentação ou consolidação da carga, podem aumentar o tempo que um caminhão ficará parado aguardando liberação. Quando isso ocorre, o tempo total do ciclo do pedido aumenta, impactando na quantidade de viagens que o veículo poderia realizar.
  • Capacidade mal aproveitada: diz respeito aos espaços vazios deixados no caminhão após o carregamento da carga. Além de fazer com que um volume menor do que o realmente possível seja enviado por vez, esse entrave também aumenta o número de viagens realizadas. Resultado: custos elevados para sua empresa.
  • Veículo rodando vazio: muitas vezes acontece de, ao retornar de uma entrega, o motorista não consegue carregar o veículo. Esse trajeto, por sua vez, gera custos de combustível, horas de trabalho do motorista e não traz nenhum retorno lucrativo para a operação.

Agora, que você já sabe quais são as principais causas da ociosidade no transporte de carga, chegou a hora de falar sobre as formas de reduzir esses indicadores.

Faça manutenções preventivas

Manter uma rotina de manutenções preventivas, por exemplo, é uma ótima forma de priorizar o bom desempenho dos veículos. Esse tipo de manutenção permite um melhor planejamento de paradas e de custos, além de prevenir o veículo de possíveis defeitos futuros e, consequentemente, diminuir as chances de realizar uma parada inesperada.

Além disso, é possível contar com uma manutenção personalizada de acordo com a performance de cada veículo. Para saber mais sobre o assunto, clique aqui e confira todos os tipos de manutenção existentes e como cada um deles pode impactar em seu negócio.

Defina rotas estratégicas

Como você já viu, um dos fatores que causam a ociosidade na frota é o veículo rodar vazio. Por isso, adotar uma estratégia na hora de definir as rotas pode contribuir para reduzir esse prejuízo.

Imagine, por exemplo, que uma entrega será feita do Rio de Janeiro para Santa Catarina, a fim de evitar períodos de viagens com o veículo vazio, programe outros serviços nos Estados e nas regiões adjacentes. Além disso, ainda é possível contar com aplicativos localizadores de carga para encontrar algum serviço próximo à região onde você está.

Treinamento de Motorista

Um motorista treinado e capacitado traz muitos resultados positivos para uma operação de transporte, até as pequenas mudanças fazem toda a diferença no fim do mês. Por isso o treinamento desse profissional também é uma forma eficaz de minimizar os prejuízos causados pela ociosidade.

Por exemplo: mudanças nos hábitos de condução refletem no cuidado com o veículo e seus componentes, aumentando a durabilidade das peças, a performance do veículo, minimizando o número de paradas para manutenção e, claro, as manutenções imprevistas. Você ainda pode treinar os motoristas para que eles adquiram e conheçam técnicas de armazenamento que resultarão num melhor proveito do implemento.

Use a tecnologia

Hoje em dia, a tecnologia está presente em todo canto, principalmente quando o assunto é melhoria de processos e resultados. Por trazer informações mais exatas, ela é uma excelente aliada para tomadas de decisões mais assertivas.

Exemplo disso é a conectividade presente nos caminhões, que permite não só o acompanhamento do veículo em tempo real, mas também contribui para a otimização na logística do transporte, aumentando a disponibilidade dos veículos.

Como você viu, existem diferentes fatores que podem causar a ociosidade no transporte de cargas, mas, por outro lado, também é possível contar com inúmeras estratégias para reverter a situação. Comece por descobrir a principal origem da ociosidade em sua empresa e, a partir disso, adote medidas que se adequem a sua realidade.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *