do câmbio manual ao automático: qual é a melhor opção para você?

Do câmbio manual ao automático: qual é a melhor opção para você?

A cada ano que passa, os caminhões ganham novas soluções tecnológicas que garantem mais conforto e segurança aos motoristas, bem como um melhor desempenho aos próprios veículos, além de economia e rentabilidade para o negócio de transporte. Mesmo algumas vezes sofrendo resistência inicial, existem inovações que, com o tempo, ganham adesão do mercado por se mostrar ótimos investimentos a longo prazo. Entre as tecnologias que se enquadram nesta categoria estão os câmbios automáticos e automatizados.

Hoje em dia, uma boa parte dos novos modelos de caminhões já saem da fábrica com alguma dessas opções de transmissão — mas, ainda assim, é comum que alguns motoristas tenham dúvidas quanto ao uso dessas tecnologias. Por isso, no artigo de hoje, explicaremos quais os tipos de câmbios disponíveis e no que eles se diferem uns dos outros.

Câmbio manual

Para começar, precisamos falar do câmbio manual, afinal, os veículos com esse sistema representam grande parte dos que estão em circulação no Brasil. Seu funcionamento se dá a partir de uma caixa de marchas que normalmente conta com, no mínimo, cinco velocidades. Como o nome pressupõe, a seleção de cada uma delas é feita manualmente, com o acionamento do pedal da embreagem.

Nesse caso, o ponto principal que se deve considerar é o tempo e o momento correto da troca da marcha. Eles são fatores muito importantes, tanto para o consumo de combustível quanto para a vida útil do caminhão e de seus componentes. Porém, nem sempre o ser humano consegue realizar as trocas da forma ideal, afinal, além de ser fisicamente cansativo trocar marchas o dia todo, a precisão é maior ao utilizar tecnologias.

Câmbio automatizado

Considerado um meio-termo entre as modalidades existentes, o câmbio automatizado possui componentes similares aos da caixa manual. A diferença é que, nesse caso, existem sensores que analisam o funcionamento do motor e enviam sinais para que a mudança de marchas seja feita no momento correto e de forma automatizada por meio de atuadores hidráulicos que acionam a embreagem.

O câmbio automatizado ganha destaque por ser mais econômico que o sistema automático (do qual falaremos na sequência), ao mesmo tempo em que proporciona conforto e praticidade similares a ele. Além de ter um custo de aquisição menor, a transmissão automatizada também possui uma manutenção mais simples e acessível.

Câmbio automático

Por fim, chegamos ao câmbio automático, modalidade que é conhecida por trazer mais conforto aos motoristas, afinal, o esforço necessário para a condução de veículos dessa categoria é bem menor se comparado ao das opções anteriores.

É que, nesse tipo de transmissão, a troca de marcha ocorre por meio de um conversor de torque que faz o papel da embreagem. Em outras palavras, esse dispositivo percebe a velocidade exata do veículo em tempo real e ajusta a rotação para a marcha necessária.

Quer conhecer mais algumas tecnologias que podem ajudar você a ter uma direção mais econômica e segura? Clique aqui e confira o post que escrevemos sobre o assunto!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *